15 junho 2015

Resenha: Incendeia-me

Incendeia-me
Trilogia Estilhaça-me
Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
3/3
Nota: ♥♥
Favoritado (*)

Sinopse: O destino do Ponto Ômega é desconhecido. Todas as pessoas com quem Juliette se importa podem estar mortas. Talvez a guerra tenha chegado ao fim antes mesmo de ter começado. Juliette foi a única que restou no caminho do O Restabelecimento. E sabe que, se ela sobreviver, O Restabelecimento não sobreviverá.
Entretanto, para destruir O Restabelecimento e o homem que quase a matou, Juliette vai precisar da ajuda de alguém em quem nunca pensou que pudesse confiar: Warner. Enquanto eles lutam juntos para combater o inimigo, Juliette descobre que tudo que ela pensava saber sobre seu poder, sobre Warner e até mesmo Adam era uma mentira.




Resenha: E mais uma vez cheguei ao fim de uma trilogia e com certeza esta distopia é uma das minhas favoritas, só perdendo para Jogos Vorazes. Demorei quase um ano para ler este livro e só eu sei o quanto esperei para saber o que seria de Juliette, Warner e Adam.
Sem dúvidas para todos que leram a trilogia completa gostaram de Estilhaça-me, ficaram loucos com Liberta-me e agora em Incendeia-me se surpreenderam com o potencial que a Tahereh tem. Uma escrita envolvente do começo ao fim, cheia de revelações e de tirar o folego.

Como terceiro e último livro, Incendeia-me traz o desfecho da guerra e dos personagens, por isso podem ter certeza que não houve decepções.
O segundo volume termina com a guerra acontecendo e sem saber se Juliette estaria morta ou viva e agora a protagonista acorda sabendo de duas coisas: Warner a salvou e o Ponto Ômega foi destruído. Sendo assim a história começa a desenvolver em cima disso, no que ela irá fazer para se vingar e no que fazer com aquele que era seu inimigo mas que de repente se transformou em alguém confiável.
A autora surpreende em cada momento e nos revela o caráter de cada personagem, onde podemos descobrir os mistérios que tinham ficado para trás nos outros dois livros.
"Não tenho mais medo do medo, e não vou deixa-lo mandar em mim. O medo vai aprender a me temer."
Sem dúvidas a Juliette evoluiu, amadureceu e soube tomar decisões, diferentemente daquela Juliette medrosa e chorona que conhecíamos. Uma mudança que fez toda a diferença e só me fez admira-la após terminar a leitura.
E o Warner é a cereja do bolo, a Tahereh escondeu muito bem o real dele naquela fachada arrogante e sem coração que conhecíamos antes. A personalidade dele é o que mais me encantou, sem contar que desde o começo ele sabia o que queria e soube esperar pela hora certa.
Os diálogos, as discussões e a narração foram muito bem construídos, foi tudo muito intenso e objetivo e não tive como não ansiar pelas conversas entre a Juliette e o Warner. A ligação, a atração e a amizade que os dois criaram foram incrível de se ler, mal queria terminar. 
Sobre o Adam, queria eu mesmo dar uma surra nele, de gentil á um personagem extremamente chato. Foi uma mudança em tanto entre esses três personagens e que mudou totalmente o rumo da história. E não menos importante, Kenji é o personagem mais engraçado e fundamental na trama, além de ser um ótimo amigo.
A única coisa que poderia ter sido melhor foi a parte da guerra em que decidia tudo, achei bastante corrido, embora a satisfação veio logo.

Tahereh Mafi não somente escreveu mais uma distopia, como também colocou algo de si na sua escrita. Uma mistura de romance, fantasia, humor, ficção. Com um desfecho incrível a autora soube mexer com o emocional do leitor e me fez favoritar o livro. Capa linda, diagramação ótima e capítulos curtos que facilitam e muito.

LEIAM,

LEIAM.

Mais do que recomendado, trilogia obrigatória.

2 comentários:

  1. Adoro trilogias e livros distópicos. Não conhecia muito a história do livro, mas li algumas resenhas e gostei. Também concordo que, POR ENQUANTO, ninguém superou Hunger Games.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jadson!
      Bom, espero que você possa ler esta trilogia futuramente, é muito boa a escrita da Tahereh, você irá gostar. E realmente Jogos Vorazes não foi superado por ora. Agradeço seu cometário, volte sempre.
      bjuu.

      Excluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo