08 maio 2015

Resenha: Para Onde Ela Foi

Para Onde Ela Foi
Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 219
2/2
Nota: ♥♥

Sinopse: Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos , e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado.
Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.





Resenha: Depois de me emocionar tanto com "Se Eu Ficar" não imaginava quantas mais emoções eu poderia sentir agora com "Para Onde Ela Foi". Com uma narrativa sensível e real Adam nos conta quão difícil e devastador foi a sua vida depois do acidente.
Acho que todos que leram ou assistiram a história do primeiro volume ficaram arrasados e cheios de expectativas para o que viria a seguir, por isso vou tentar não soltar spoilers,  ainda mais para quem não leu a duologia completa.
Mas tenham em mente uma história de amor, dor, solidão e medos. Principalmente medo de não ser  mais amado por quem ama. Pois é, deu para sentir o peso não?! É realmente uma trama linda e muito bem escrita, a Gayle nos traz algo para deixar marcado e não tem mesmo como não esquecer a Mia e o Adam.

Bom, a trama se passa três anos após o acidente em que Mia e sua família sofreram e desta vez quem narra é o Adam. Achei maravilhoso ele expondo seus sentimentos e as suas angustias, pois antes víamos somente o que a Mia sentia e agora analisando pela visão dele podemos sentir o quão foi difícil não só pra ela essa trajetória como também foi pra ele.
A história é dividida entre o passado e o presente, onde o personagem ao mesmo tempo em que está ali vivendo um acontecimento ele vai relembrando momentos importantes de sua relação com a Mia e tudo isso intercalando-se entre capítulos.
Além disso a autora expõe trechos de músicas escritas pelo protagonista no inicio de alguns capítulos, nas letras de suas canções ele fala sobre tudo o que sentiu durante esses três anos.
Sendo assim a leitura é fluída, sutil e emocionante e tudo graças a personalidade conturbada do protagonista. Enquanto "Se Eu Ficar" (narrado pela Mia) tem um pouco de drama, em "Para Onde Ela Foi" (narrado pelo Adam) a trama é dolorosamente sentimental.
“Eu pago e entro no teatro frio e pouco iluminado. Deslizo para meu assento e fecho os olhos, lembrando-me da última vez que fui a um concerto para violoncelo em algum lugar tão chique. Cinco anos atrás, no nosso primeiro encontro. Assim como aconteceu naquela noite sinto uma grande excitação, mesmo sabendo que, diferentemente daquele dia, hoje eu não vou beijá-la. Ou tocá-la. Ou mesmo vê-la de perto. Esta noite eu vou ouvir. E isso será o suficiente.”
O livro atendeu totalmente as minhas expectativas e não pude não me apaixonar pelo Adam. Conhecendo-o agora melhor entendi a sua intensidade, foi muito ruim vê-lo sem esperanças, sem amor à vida e até pela música. Porém ele assumia tudo isso e não ligava para mais nada, somente vivia para passar por mais um dia.
Agora ver a Mia após o acidente é bem diferente, não tinha como ela não mudar e afinal a vida meio que impôs isso pra ela.
A música continua predominando neste livro e nada melhor que a combinação perfeita entre o violoncelo e a guitarra!
É bem difícil falar de personagens secundários quando a Mia e o Adam são totalmente o centro das atenções e ainda bem, pois só queria mais e mais deles. De verdade eu amei esse casal literário, são um dos meus favoritos.
Sinceramente gostaria muito que viesse uma adaptação cinematográfica deste livro, seria maravilhoso assistir aos atores Jamie Blackley e Chloë Grace Moretz protagonizando esta continuação, já posso até imaginar e não perderia por nada.

Gostei bastante da capa e principalmente da diagramação que vem com notas muscais nas folhas. A fonte está num ótimo tamanho e os espaçamentos a cada capitulo ajuda ainda mais na hora de ler. Com uma trama real e comovente, recomendo a leitura sem sombra de dúvidas, assim poderão entender o que reflete o pós-tragédia e ao mesmo tempo entender que o livro é complementar e essencial. Vale apena apaixonar-se com "Para Onde Ela Foi".

2 comentários:

  1. Oi, Arielle! Como vai?
    Estou para ler Para Onde Ela Foi vai fazer um ano. Após acabar Se Eu Ficar, fiquei numa depressão que só por Deus, porque POEF ainda não tinha sido lançado. Quando lançou, comprei e acabei não lendo, deixando meio de lado, por medo. Eeeeeenfim, o caso é que sua resenha me incentivou a ler <3333 AMO livros sofridos, Adam, música, trechos de música, tudo com música e tuuuudo o que tem nesse livro. Também amo o Adam e a Mia, e como você disse que é essencial a leitura quando já se leu o primeiro livro, pretendo ler em breve!! Adorei a resenha. Também acho a capa bem bonita, contudo queria que as capas de Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi fossem ao menos parecidas. E super apoio a adaptação!!!
    Beijinhos,
    Karol.
    www.heykarol.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karol!
      Entendo a sua situação, depois do fim de Se Eu Ficar fica aquela depressão, mas Para Onde Ela Foi ajuda a passar, viu.
      Que bom que te ajudei e deveria mesmo as capas serem parecidas, mas gostei de ambas mesmo diferenciadas.
      Agradeço a visita, bjuu.

      Excluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo