10 abril 2015

Resenha: Perdido Sem Você

Perdido Sem Você
Lycia Barros
Editora: Ases da Literatura
Páginas: 250
Nota: ♥♥

Sinopse: Dante sempre foi um rapaz irrepreensível. Filho de pastor, cheio de fé e com um talento musical nato, seu objetivo de vida sempre foi levar as pessoas a adorarem a Deus através de suas canções. No entanto, seus princípios estremecem quando a sua banda subitamente alcança um sucesso estrondoso, com o qual ele nunca sonhou. Por conta disso, Dante começa a tomar decisões e a assumir compromissos que afetam a sua vida espiritual, a convivência com a sua família e, principalmente, o relacionamento com Angelina, sua namorada. Fora isso, seu vício pelas redes sociais faz com que seu raro tempo vago seja preenchido de forma improdutiva, o que aumenta ainda mais a cobrança dos amigos. Em meio a tudo isso, Dante somente encontra a paz nas conversas com um misterioso artesão, que tentará ajudá-lo a entender o que é realmente importante na vida.



Resenha: É a primeira vez que leio um livro da Lycia Barros e foi uma ótima experiência, daqui pra frente pretendo conhecer outras de suas obras. Uma narrativa muito bem escrita e personagens muito bem construídos, a autora nos leva a repensar se em algum momento nos perdemos no meio do caminho.
O estilo da Lycia me lembrou um pouco de "A Probabilidade Estatística Do Amor á Primeira Vista", não sei porque mas me lembrou, talvez seja pela sutileza e a leveza com que a trama é levada e pelos personagens ser tão lindos quanto.
Os protagonistas Dante e Angelina já vem de outra obra da autora, "A Bandeja", na qual é relatado o antes deles ficarem juntos e é basicamente sobra a Angelina. E agora neste livro é o momento deles juntos, onde acontece toda a trajetória deles como casal.

A trama se passa no Rio de Janeiro, onde Dante vive o sonho de Deus para sua vida. Sua banda na qual é vocalista tem alcançado um grande público e o sucesso tem batido a sua porta. A fama pode ser perigosa e em algum momento ela tirou o seu foco, sem contar que sua namorada Angelina tem provocado uma enorme tentação sobre ele. Assim, a história vai se desenrolando nestes pontos, mas com muitos acontecimentos, como sua turnê pela Europa e outras coisas relacionadas aos seus amigos e familiares.
É um livro envolvente apesar de ser curto e com certeza a diagramação linda ajudou muito e isso descreve o Dante muito bem, com violões, notas musicais e fones de ouvido. A música é algo que faz parte dele, não tem como fugir.
Como diz na sinopse o Dante conhece um artesão e os poucos encontros que eles tem são de  bons conselhos. Além de o tempo todo a autora ter comparado de forma não explicita os vasos com o personagem, afinal podemos ser moldados o tempo todo e mesmo quebrado pode ser feito de novo. Realmente é uma leitura que flui de forma natural e descreve bem o que podemos viver em algum momento de nossas vidas.
A narrativa se encontra em primeira pessoa, na qual podemos ver o ponto de vista somente do Dante.
"[...] - Terminar um namoro nunca é fácil, é como chegar no final de um livro que poderia ter uma continuação maravilhosa, mas não tem."
Sinceramente o Dante é o cara que todas as garotas sonham em encontrar, um verdadeiro príncipe encantado. Seu amor por Angelina vem desde os seus dez anos de idade e só depois de anos é que seu amor foi recíproco.
Me identifiquei bastante com a Angelina, sua paixão por livros e pela escrita são bastante destacadas no livro. É bem legal a forma como os dois partiram da amizade para o amor, então eles se conhecem a bastante tempo e isso fica bem claro durante a leitura.
Houve algumas implicâncias no relacionamento, mas que foi necessário, é aquela fase que você percebe se vai ou fica. Amei os dois, a história foi linda e o final me deixou bastante satisfeita. A Lycia não deixou nenhuma ponta solta e acabei ficando curiosa para ler seu outro livro.
Com certeza não posso deixar de mencionar o Murilo amigo do Dante, ele é super engraçado, amei todas as vezes em que apareceu nas cenas.

Com certeza a capa ficou sensacional, descreve muito bem o Dante e o caminho que ele percorre. A única coisa negativa foi que encontrei alguns erros de digitações, mas nada que atrapalhou o fluir da leitura.
Uma história que fala sobre amor, escolhas, caminhos e prioridades. Uma mistura interessante e que nos trás reflexões sobre nós mesmos, além de ser ao mesmo tempo uma leitura fofa e sensual.
E apesar da autora citar o nome de Deus, não fiquem apreensivos não contém nada que possa ser ofensivo. A Lycia vem se destacando e já ganhou o prêmio Codex de Ouro com um de seus livros, "A Bandeja" como melhor romance nacional. Pois é, quem ainda não a conhece precisa conhecer sua bela escrita e é claro que está mais do que indicado, principalmente para quem procura por romances nacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo