10 setembro 2014

Resenha: Um Perfeito Cavalheiro

Olá, Leitores!
Fiquem com mais uma resenha hoje:

Os Bridgertons - Um Perfeito Cavalheiro
Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
3/8
Nota: ♥♥
FAVORITADO (*)

Sinopse: Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhce o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.

Resenha: Terceiros livros são sempre os melhores, pelo menos até agora vem sendo para mim e a Julia confirmou isto fazendo esta obra ser especial, simplesmente pelo fato de ela produzir uma releitura do meu conto de fadas favorito, a "Cinderela". Fiquei encantada com a sua capacidade de escrita e por conseguido me agradar tanto com esta reprodução.
E achei que se encaixou muito bem no conjunto da obra e no gênero literário, afinal estamos falando de um romance histórico e o conto desta princesa em si serviu perfeitamente, deixando a saga mais encantadora possível.
Pois é, os Bridgertons estão conseguindo se superar cada vez mais e estou amando o rumo que as coisas vem tomando. A Julia tem total percepção do que fazer com cada personagem e isso ficou bem claro neste volume que deixou um enorme gancho para o seguinte. Estou de fato me corroendo para ter em mãos o resto da série.
"-Sophie, eu estou quase vendo a fumacinha saindo pelas suas orelhas. Pare de forçar o cérebro com cálculos matemáticos inúteis e faça o que pedi."
Desta vez a trama vem com mais sutileza ao levar em consideração o conto de fadas inserido, porém não muda as outras características. A leitura continua fluindo da mesma forma que se torna impossível de larga-lo.
A narrativa continua em terceira pessoa, se alternando entre o casal protagonista e até dando espaço para outros personagens falarem.
O cenário londrino continua a fazer parte nesta história e agora o livro traz a vida de Benedict Bridgerton, o segundo irmão da família, onde ele protagoniza ao lado da Cinderela Sophie Beckett, uma simples mulher.
Como no conto original Sophie sofre com as maldades de sua madrasta e suas "irmãs" e num belo dia seu sonho de ir ao baile de mascaras mais esperado da cidade se realiza. E é ai que ela consegue experimentar seu dia de princesa e conhecer um dos irmãos Bridgertons solteiro e cobiçado. O sapatinho de cristal foi um par de luvas e com isso Benedict sai a procura da dona que pode ser sua amada. A partir daí que a história se desenvolve, a Julia dividiu o livro em duas partes sendo esta a primeira onde conta sobre o baile e a segunda parte se encarrega de mostrar dois anos depois deste acontecido. 
Os personagens se reencontram e nisso a trama vai ganhando solidez. É bem legal como a autora foi os retratando e dando forma a paixão em si. Como já disse, gostei muito da obra, foi muito bem escrita e desenvolvida e não há nada que se possa apontar como erros.

Os personagens foram maravilhosamente descritos, o Benedict foi um bom príncipe e foi possível conhece-lo melhor não só como o numero 2 dos Bridgertons, mas como o homem que ele é. O seu amadurecimento é  nítido, pois ele consegue tomar atitudes que implicam na sociedade daquela época em relação a Sophie.
A Sophie sofreu tudo o que a Cinderela sofreu e ela se sobressaiu, pois sempre soube que queria. Achei que o casal foi muito bem construídos, cada um com suas inseguranças, seus desejos e o seus erros. Houve sim algumas cenas calientes da parte deles, mas nada apelativo como livros do gênero, claro que em muitos momentos me diverti bastante com eles, o temperamento da Sophie foi o responsável por muitos risos.
O restante da família teve uma boa participação desta vez, sem falar em personagens secundários e a Lady Whistledown continua trazendo as fofocas mais quentes da sociedade, na qual não posso deixar de ressaltar que esta fofoqueira traz ao final um lampejo de que ela vai mostrar sua identidade, porém acredito que isto venha acontecer do quinto livro adiante.
O próximo livro será protagonizado pelo terceiro dos irmãos, Colin em "Os Segredos de Colin Bridgerton", que terá Penélope como sua amada e confesso que estou bem ansiosa para esta leitura, afinal dado até agora neste livro a trama promete com Colin e Penélope.
"-Acho que preciso beija-la - acrescentou Benedict, parecendo não acreditar direito nas próprias palavras. - É como respirar. Não há muita escolha."
Claro que o final teve um "felizes para sempre", amei as últimas ações da história que não foi nada parado e sim agitado. O epilogo mais uma vez me reconfortou e principalmente as palavras da Lady Whistledown .
A capa como sempre lindíssima, só mudando a moça estampada. A diagramação também continua impecável como anteriormente. Mais envolvente do que nunca, esta série vale muito a pena ser lida.
Espero que a Julia traga mais novidades para a sequencia, como a releitura de um conto de fadas. Foi brilhante, adorei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo