24 setembro 2014

Resenha: A Garota Que Você Deixou Para Trás

Boa Tarde!

A Garota Que Você Deixou Para Trás
Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Nota: ♥♥

Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.

Resenha: Mais uma vez a escrita da Jojo me deixou sem palavras! Com certeza o seu estilo é notável e a sua maestria não deixa dúvidas de que ela sabe o que está fazendo ou melhor escrevendo.
A minha experiência com este livro foi incrível, pude visualizar melhor o terror que a Primeira Guerra Mundial trouxe e sentir as emoções que aquelas pessoas sentiram quando se perdiam na sua própria liberdade. É muito mais do que uma simples história, é uma obra que retrata o sofrimento de um tempo que não pode ser apagado e que deixou cicatrizes profundas.
E o que mais me chamou atenção foi o que uma pintura em um quadro trouxe do começo ao fim da trama. Já adianto que é uma história intrigante, sentimental e acima de tudo mais real do que fictício.

A trama é dividida em duas partes, a primeira se passa no cenário da Primeira Guerra Mundial na França, numa pequena cidade e ali relata a vida de Sophie. Já a segunda parte se passa quase uma década depois do acontecido, em Londres com Liv.
As duas mulheres passam por momentos difíceis apesar das circunstâncias, o que as aproxima são o mesmo amor que nutrem pelo quadro "A Garota Que Você Deixou Para Trás". Este quadro é retratado de uma maneira que pode se ver nele todo o sentimento envolvido, é uma obra a se admirar e não há ninguém que não o faça.
O que a Jojo conseguiu passar para mim foi o que essas duas mulheres tiveram que abrir mão para apenas tentarem serem felizes. Fiquei refletindo após a leitura como se eu fosse as duas personagens e fiquei ali imaginando do que o amor é capaz. Poxa, passar por uma guerra ou simplesmente se recuperar de uma perda. Não é fácil, é muita coisa envolvida e a autora explorou tão bem esses fatos que fiquei até melhor comigo mesma.
Confesso que leitura fluiu de forma lenta por vários motivos, no entanto a Jojo trouxe uma história muito rica e não me arrependo de ter persistido, valeu muito a pena esta demora.
A narrativa fica em primeira pessoa na parte um e em terceira pessoa na parte dois, como se fosse alguém contando que não fosse a Liv.
O mais interessante de tudo é que quando estava maçante a autora me surpreendia com o rumo da trama, adoro surpresas e isso deixou a leitura mais leve depois de tanto cansaço com o tribunal.

A Sophie mexeu muito comigo, ela foi tão forte e destemida para aquele momento que acreditei nela e que tudo o que ela estava passando não era em vão. O quadro é o retrato dela, na qual seu marido  Édouard o pintou. E quando passei da primeira parte fiquei mega curiosa com o que aconteceu com ela. Morreu? Sobreviveu? Escapou? Foi mais ou menos assim.
A Liv foi uma personagem que me deixou numa montanha russa de emoções, uma hora concordava com ela e em outra queria sacudi-la para que acordasse pra vida. Apesar desta alternação que ela me trouxe, gostei bastante dela e acho que teria seguido o mesmo caminho que ela e lutado pelo que importa.
Outros personagens que gostaria de mencionar é o Kommandant, a Mo e o Paul. Os três se sobressaíram no meu ponto de vista e cada um me cativaram realmente.
O Kommandant me deixou muito intrigada de verdade e não dá para falar dele sem soltar um spoiler importante, mas digo que ele é o cara! A Mo é muito legal, me ganhou desde sua primeira aparição e foi uma amiga incrível para a Liv. Já o Paul é um doce, lindo e maravilhoso e que bom que ele existiu na história.
Com reviravoltas, mistérios e suspenses "A Garota Que Você Deixou Para Trás" é uma leitura compensadora e emocionante. Mas confesso que a Jojo poderia ter trabalhado melhor e ter prendido mais o leitor, este é o único fato que me desaponta.

O final me alegrou de tal forma inexplicável, como bem sabem o que sempre procuro é alivio quando tudo se complica e o epilogo foi demais pra mim, amei!
A capa é linda e encantadora, bem parecida com a de "Como Eu Era Antes de Você" - que quero muito ler e dizem ser o melhor livro da autora. - A diagramação está maravilhosa com as fontes num tamanho bom e as folhas no tom amarelado.
O livro está classificado como muito bom e faltou pouco para ser perfeito e virar um favorito.
Está muito recomendado a leitura, indico para todos sem exceção. Jojo Moyes é brilhante!

  • A Última Carta De Amor [resenha]


Até mais, Leitores!

4 comentários:

  1. Olá, Arielle
    Tudo bem?
    Já me falaram super bem da autora, fiquei muito feliz em saber que você gostou.. O livro parece ser demais, super ansiosa para conhecer a narrativa da autora!!
    Beijos*-*
    Território das Garotas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Poliana!!
      A Jojo é ótima e espero que você também goste, seus livros são encantadores.
      Agradeço a visita.
      Bjuu.

      Excluir
  2. To bem curiosa em relação a este livro pela adaptação para o cinema, gostei dos atores escolhido e fiquei com vontade de ler. Sei que vou me emocionar muito e embora fuja de livros assim, vou me arriscar. Espero gostar também!!

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Denise!
      Agradeço a visita e a opinião, espero que goste. É bom se emocionar as vezes, ainda mais com histórias fortes como esta.
      bjuu

      Excluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo