09 junho 2014

Resenha: Uma Longa Jornada

Olá, pessoal!
Mais uma resenha do Tio Nick!!

Uma Longa Jornada
Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 361
Nota: ♥♥♥♥

Sinopse: Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias.
Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição.
Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder.
Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.



Resenha: Como sempre, os livros do Nicholas são bem difíceis de resenhar para mim, afinal ele é o escritor que mais admiro e não é só isso, vejo como uma grande responsabilidade falar sobre um livro seu. E fazia algum tempo já que não lia uma obra sua – isso porque já havia lido todas elas com a exceção desta. – e gente, eu estava com saudades de mergulhar de cara na sua escrita! E eu como fã e leitora me deliciei totalmente nessa nova história.
O que dizer diante de mais um brilhante trabalho do Nicholas?! Realmente fico extasiada com ele, com a sua perfeita escrita, com os seus personagens encantadores e da maneira como o amor é descrito. Um conjunto perfeito e até agora estou vivenciando a trama.

Agora, dando uma pausa nos elogios, vamos falar da trama. Sinceramente no começo fiquei um pouco insegura, mas não havia motivos para isso. Como sempre o comum está presente e a tão sonhada Carolina do Norte. O livro retrata duas histórias: a primeira é a de Ira e a segunda a do casal Luke e Sophia, no entanto a pergunta é aonde que ambos se cruzam?! E eu me surpreendi porque de uma forma ou outra eles fizeram uma diferença na vida do outro, embora os três só se encontrem lá para o fim.
E não quero falar muito do que acontece na história, se não teria que conta-la e não acho certo estragar as expectativas de ninguém, ainda mais se tratando de uma obra do Tio Nick. O que precisam saber é que é um romance incrível nas duas partes. E se há morte, conflitos, lágrimas e coisas parecidas?! Bom, já é de costume do autor e então não é nenhum segredo.
“- Eu amava Brian. Quero dizer, antes dele tive aquelas paixonites, sabe?
Como quando você escreve o nome de um garoto no caderno e desenha pequenos corações em volta. Acho que as pessoas tendem a pôr seus primeiros amores em pedestais e, de inicio, não foi diferente comigo. [...]”
(Sophia)
Os personagens principais amei cada um deles e ao começar pelo Ira, que conta uma história linda e foi um homem muito bom que amou incondicionalmente, além de ter se mostrado forte diante da situação.
O Luke, um caubói, há começar com isso não tem como não se apaixonar. Sem dúvidas ele me conquistou, dada pelas suas ações.
A Sophia, pode até ter sido ingênua ao começo da história, mas evoluiu bastante, principalmente ao fato de ter ficado ao lado de Luke.
Sobre os personagens secundários, não posso deixar de mencionar a mãe de Luke, achei ela uma mulher de fibra, poucas pessoas são assim. E também teve a colega de quarto da Sophia, a Marcia, que ajudou em algumas partes e só isso.

Sobre o final, sinceramente eu aprovei! Achei sensacional a forma como tudo aconteceu e como acaba terminando. Não tenho o que reclamar, pois se houve algo a desejar nem percebi de tanto que fiquei envolvida.
E como sempre não poupo elogios quando se trata de um romance neste nível, fazer o que, se o Nicholas me conquistou?!
“[...] Entendo que o amor e a tragédia andam de mãos dadas, porque, porque não podem existir sozinhos, mas ainda sim me pergunto se a troca é justa.” (Ira)                                  
A capa é bem simples, assim como as outras que Arqueiro lançou e acho linda a simplicidade, afinal combina bem com a história. A diagramação também é ótima, as letras estão num bom tamanho e as folhas são amareladas.
Sim, está mais do que recomendado o livro e todos devem conhecer mais uma magia do Sparks.
Antes de encerrar, preciso dizer que não consegui colocar todos os quotes que marquei, pois foram bastantes.

Até a próxima!

2 comentários:

  1. Oi Arielle :)

    Minha prima começou a ler esse livro, mas abandonou, pois disse que era muito lento e tal. Creio que é um livro mais para se pensar e pelo o que vi, sua narrativa exige mais do leitor. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, não achei lento pelo contrário. Isso talvez seja porque eu tenho uma queda pelo Nicholas, embora eu tenho achado alguns livros dele fraco.
      Obrigado por comentar,
      Abraços!

      Excluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo