06 dezembro 2013

RESENHA: A Lenda dos Cristais

Boa noite, gente! Nesse fim de sexta-feira eu vou postar uma resenha que eu estou devendo há tempos e até agora nada, mas cá estou, finalmente! Domingo agora eu vou à um evento de anime e espero que seja muito divertido, se eu conseguir fotografar algumas coisas ou ver bastante coisas legais, talvez eu faça um post por aqui. Vamos ao que interessa:

 Nota: ♥♥♥
O LEGADO DA PODEROSA BRUXA MORGANA AINDA NÃO TEVE FIM Conta a lenda que Merlin e Morgana foram amantes e conceberam uma menina. Sarah, a descendente dessa história, teve sete ­lhas, que se distanciaram depois de um tempo, cada uma levando consigo um colar com um cristal. Mas este segredo não se manteve guardado para sempre. Após séculos, os cristais sobrevivem e vão parar nas mãos de sete garotas ruivas, que acabam se conhecendo quando esta antiga lenda vem à tona. E com ela, um terrível inimigo: Cien, o bruxo das trevas, está de volta, e desta vez mais forte. As guerreiras partem para a aldeia dos Dracheroter, afim de aprender a usar seus poderes e lutar contra este feiticeiro e seus demônios no Stonehenge. Dessa forma, elas impedirão que uma magia torne a luz do sol negra, e transforme o mundo em escuridão por toda a eternidade.
A Lenda dos Cristais foi um livro que eu criei uma certa expectativa, o que talvez tenha sido meu grande erro. Esse livro, que eu acredito que seja o primeiro de uma série, nos apresenta sete bruxas, herdeiras de um cristal mágico que tem como objetivo alertá-las quando chegar a hora do grande bruxo Cien retornar.

Logo de início temos Meredith, a única que sabe ser uma bruxa e sabe sobre a Lenda dos Cristais, que começa uma aventura para reunir todas as sete bruxas ruivas para seu legado. Elas sabem que chegou a hora porque o cristal começa a mudar de cor, passando por todas as cores do arco-íris.

 Uma coisa muito interessante que a autora fez, foi o fato dela reunir a história de sete bruxas em um único livro. Ao mesmo tempo que isso é surpreendente, deixou a desejar um pouco, pois ela não desenvolveu a história de nenhuma das bruxas com profundidade, então não criou aquele laço leitor-personagem, não despertou aquele sentimento de empatia, onde você sente as emoções de cada personagem. Além das bruxas temos outros personagens, como os guerreiros que as acompanham em suas jornadas.

 Apesar do livro não ser muito cativante, é uma leitura leve, mas que flui com naturalidade, o que me levou a terminar a história em uma tarde.

 A narração e o modo como a Jalles desenvolveu a história foi de maneira bem descontraída e não deixa a leitura carregada de tensão. Quanto a parte gráfica, a capa faz parte da "onda" das capas com apenas metade do rosto, mas deu um bom resultado. Não tive problemas quanto a erros ortográficos e as páginas são amarelas. *-* Agora é só esperar o retorno de Cien.

2 comentários:

  1. Oi!
    Ah, é muito chato quando não nos conectamos realmente com um livro, seus personagens e tudo mais. Pra mim uma boa história nos faz sentir tudo na pele. Quando não é assim fica muito mediano, né?
    Bjss
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Não conhecia o livro, mas quero ler.
    Fiquei interessada com a tua resenha :)
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo