09 outubro 2013

Resenha: A Lista Negra

Olá pessoas lindaaaas! Como estão?
Título: A Lista Negra
Autora: Jennifer Brown
Páginas: 272
Editora: Gutenberg
Nota: ♥♥♥♥♥

E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.
Começo logo dizendo que "A Lista Negra" é o tipo de livro que te faz refletir de várias maneiras. Esqueça todo e qualquer clichê que você já leu sobre histórias de adolescentes que enfrentam problemas comuns com a família, amigos, ou com relacionamentos amorosos. Apesar de ter uma temática jovem, já que a Valerie Leftman é adolescente, quase nada que acontece na vida dela é comum. O dia 2 de maio sempre será lembrado no colégio Garvin, foi quando Nick Levil, namorado de Val, atirou contra várias pessoas inocentes no colégio. Val e Nick, juntamente com seus amigos, sempre fizeram parte dos deslocados, aqueles que não se encaixavam no meio dos populares, e com isso sofriam bastante. A lista negra é uma coisa entre eles, algo que na opinião dela, era uma brincadeira. E que na opinião dele, era a junção de todo o ódio que sentia. O livro retrata muito sobre o estilo dos colégios americanos que nós vemos em filmes, aqueles grupos bem distintos e separados, onde alguns alunos por serem "populares" passam a destratar os outros, praticando o tão conhecido bullying. O livro é comovente, a Val tem que lidar com a sociedade que a aponta como culpada, com pessoas que acreditam que ela foi uma heroína, com a polícia que tenta de toda maneira encontrar um jeito de provar que ela é criminosa, com uma família muito abalada em que sua mãe teme ter fracassado na sua situação e seu pai está cheio da vida que leva, além de seu irmão também querer atenção e idas ao consultório de um psicológo etc. É uma jornada longa, mas é muito gratificante chegar ao fim do livro e ver o quanto ela conseguiu superar e amadurecer! A história é dividida em quatro partes, e durante os capítulos, vamos conhecendo também as vítimas da tragédia. Tanto as fatais, como depoimentos de outros alunos, familiares e manchetes do jornal da cidade, onde o diretor do colégio tenta passar a impressão de que tudo lá está bem, quando na verdade as pessoas vivem como bombas relógio, temendo o dia seguinte, ainda traumatizadas com o acontecido.

Essa é a minha primeira resenha, espero que vocês gostem. Beijos e até o próximo post! 

Um comentário:

  1. Hey!
    Já conhecia o livro, mas nunca tive curiosidade p/ lê-lo, até agora :) Descobri que sou fã de dramas, mesmo que eles me deixem quase no estado do personagem, rrs.
    Bjss
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo