28 outubro 2013

Resenha: Cores de Outono - Keila Gon

Ok, quando eu me sentei pra fazer a resenha de Cores de Outono, eu não tinha muita certeza do que falaria e até agora não sei com clareza. Apesar de alguns pontos que deixaram a desejar, num contexto geral o livro me agradou e espero conseguir passar a imagem nitidamente.

Cores de Outono
Keila Gon 
Novo Século
Orelha de Livro 
Nota: ♥♥♥
O inesperado, o impossível, o destino... Quem ama escolhe seus caminhos, vence o medo, ultrapassa a razão, duela com a dúvida entre o certo e o fácil para seguir seu coração. Melissa encontrou em um olhar as revelações de toda uma vida e longe da lógica escolheu o caminho confuso, mas surpreendente do amor. Ela chegou à pequena cidade da montanha com a responsabilidade de cuidar de Alice, sua irmã caçula, esperando uma vida simples. Mas se viu envolvida por Vincent, um estranho arrogante, dono de irresistíveis olhos turquesa que vai levá-la através da sombra e da luz para revelar surpresas inimagináveis de um Mundo Mágico perigoso e fascinante. A cada encontro este homem misterioso amedronta e encanta; desperta sentimentos e a faz duvidar de sua coragem. Mas, antes que Melissa seja arrebatada por esse amor, ela precisa enfrentar elfos, magos e intrigas em um mundo inóspito que testará seu coração. Cores, de outono é o primeiro volume de uma saga mágica que vai instigar emoções e paixões.
Eu acredito que a minha opinião sobre Cores de Outono foi um pouco afetada pela atual "ressaca literária" em que me encontro e o fato deu estar mudando minhas preferências também.
Recentemente eu terminei a série Academia de Vampiros - cuja a qual ainda não tem resenha e não sei se terá - no período de oito dias, uma série composta por seis livros. Isso resultou em um pane literário - apesar deu ter lido A Mulher Mais Linda da Cidade, do Bukowski, em seguida. Logo, com a intenção de dar um fim nisso me aventurei com Cores de Outono.
Confesso que me decepcionei um pouco.
Li várias críticas positivas sobre o livro, o que criou uma certa expectativa, esperava A história que me tiraria do pane.
Cores fala sobre Melissa, uma garota que perdeu seu padastro e sua mãe em um acidente e agora se vê sozinha com sua irmã Alice. Para realizar a difícil tarefa de educar e protegê-la, Mel volta pra cidade onde cresceu, abandona tudo em SP, para morar com seu avô, George. Lá, ela encontra uma nova chance de construir uma família e ver um final feliz, tranquilo, seguro e real.
Porém, Melissa conhece Vicente. Mistério, atração, beleza, olhos turquesas, poder e arrogância, isso o define bem. Apesar das lendas e fofocas que cercam a misteriosa família da montanha, ela se sente extremamente atraída pelo dono dos olhos turquesas.
E depois de 240 páginas começa a ação.
Ok, me disseram que a magia não apareceria logo de cara, mas não achava que fosse demorar tanto. Superou A Hospedeira, o que é um belo de um recorde.
Tá, tudo bem que a autora nos distraiu com as pistas que cercam essas famílias e o romance do misterioso Dippel e da desastrada Melissa. Ou eu diria um pré-romance? O romance dos personagens não é algo que acontece de repente, pelo contrário, você observa ele desenvolvendo aos poucos. Melissa, a garota que atraía os desastres e o arrogante Vicente, que sempre queria se mostrar o vilão, mas sempre ajudando-a.
Mas, queridos leitores, quando a magia, a história, começa de fato, você não quer largar mais. É ótima. Apesar do foco exagerado na introdução, nos apresentar os personagens de forma complexo nos deixa um sentimento de empatia bem maior.
Eu esperava um aprofundamento maior em alguns personagens, que definitivamente deveriam ser mais explorados. Pode ser que isso fique para o próximo livro, mas acredito que eles mereciam uma maior atenção nas primeiras 250 páginas. Apesar de gostar de Arthur, achei a introdução do triângulo amoroso um pouco forçada. Gostaria de enfatizar algo que a Juliana citou na sua última resenha, de Pandemônio: Qual a necessidade dos autores de introduzirem um triângulo amoroso? Sério, a vida da Mel já é bem complicada. Entretanto, para ser um triângulo de verdade, a protagonista em questão tem que se sentir de fato dividida entre as duas partes, o que vemos bem que não acontece, é uma luta um pouco injusta, mas veremos na continuação.
Antes de concluir a resenha, gostaria de falar um pouquinho sobre quatro personagens: Começando pelo Vicente, apesar dele possuir características bem clichês, o típico bad boy, não tem como negar quão envolvente seu personagem pode ser. O Arthur, melhor amigo da protagonista, apaixonado e um fofo. Determinado e engraçado, um companheiro. Porém sincero e expressa sua verdade dos fatos de qualquer maneira, preciso dizer mais alguma coisa? Já a Mel me irritou um pouco, uma hora ela é uma personagem forte e decidida, que luta para defender sua irmã, no instante seguinte ela se vê tão apaixonada pelo Vicente que esquece de tudo, dos próximos princípios. Essa duplicidade, esse mimimi não me agradou. Por último e incrivelmente, um dos favoritos, o avô George. Ele é um avô, tão... avô! Protetor, amoroso e incrivelmente fofo. Espero um aprofundamento melhor nos próximos livros.
Por fim, apesar da maneira lenta que o enredo se desenvolve, você se sente envolvida na história e querendo mais.
Só posso dizer que aguardo Sombras da Primavera. Principalmente, aguardo ansiosamente pra saber um pouco mais sobre a Mel - e o que ela é (?).

Uma observação que gostaria de deixar: a sinopse não fala absolutamente nada sobre o livro, o que me irrita um pouco, já que a sinopse é um dos principais atrativos que te leva a ler qualquer livro.

Gostaria de falar também que eu amei a receita de brigadeiro e a playlist da autora nos agradecimentos, a maioria das músicas eu conheço e gosto - uma vez que eu sou grande fã de rock. As que não conheço, estou ouvindo e amando.
Obrigada, Keila!

12 comentários:

  1. Olá Aline,
    Fico feliz que tenha gostado... "Cores" é a introdução de uma trilogia, assim, o encontro e o romance dos personagens, Melissa e Vincent, é o foco principal no volume um. No dois, a ação se desenrola um pouco mais, espero que goste : )
    Beijos agradecidos e sucesso para o blog : )
    Keila Gon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguardo ansiosamente, muito obrigada, Keila. <3

      Excluir
  2. Acho o máximo o fato da autora ter adicionado uma playlist para o livro e uma receita de brigadeiro, super amei!!! Você devia postar aqui a plalist!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar que logo logo eu postarei aqui. *-*
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Oie linda, tudo bem?
    Queria te agradecer primeiramente por ter passado em meu blog
    e também por ter me deixado o link do seu cantinho para que eu pudesse vim aqui conhecer, porque simplesmente adorei =]
    Outra coisa, eu já sigo o seu blog minha linda, mas vc poderia me seguir também e curtir minha fanpage?
    E também tipo, sobre sua resenha, eu simplesmente adorei, mas ainda não li o livro da Autora Keila Gon. Foi um dos primeiros livros de parceria que recebi e até agora nada.
    Mas agora vou pegar firme nas minhas leituras, porque estou pegando nos menores para depois ir nos maiores. Enfim...
    Mas olha. PARABENS viu?
    Se cuida

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, apesar de ser um pouco parado no começo, quando a ação começa você n quer largar mais.
      Beijos e obrigada pela visita. (:

      Excluir
  4. A história parece ser legal, só um pouco clichê! Mas acho que leria sim.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bastante clichê, mas é legal. hahaha
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Eu sempre tive vontade de ler este livro, e depois da sua resenha fiquei ainda mais.
    Beijos,
    http://meujardimliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu quero muito ler esse livro. A sua é a primeira resenha que vejo que não amou totalmente o livro. Quando vejo algum livro que tem muitos elogios, eu fico com um pé atras. Eu odeio quando a sinopse do livro é um trecho, ou quando contam a história inteira.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Olá! Como vai?
    Então, gostei muito de Cores, e acho que no gigantesco capítulo Bistrô - vamos deixar claro que era pra ser dividido em duas partes, porque a editora esqueceu de colocar o "A Casa de Vidro" - já é impossível largar o livro. Ok, eu larguei por causa da semana de provas, mas seria impossível.
    O triângulo amoroso aconteceu porque o Arthur foi o garoto que roubou o primeiro beijo da Mel, mas... bem, não me pergunte o motivo. Acho que saberemos melhor em Sombras.
    A Keila bateu muito na tecla da Melissa não saber quem é o verdadeiro pai e a morte da mãe e do padrasto. Isso também é questão para os próximos livros, já que eu consegui spoiler por ter seguido a mesma linha de raciocínio que a autora. Aí você descobrirá o que ela é.
    Beijos,
    Karol.
    http://heykarol.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Que pena que o livro não te agradou tanto... =/
    Acho que o mesmo me agradaria, adoro histórias de magia e bruxaria. Diferente de ti, gostei da sinopse e achei bem produzida. A capa do livro não é tão bonita, mas é bem legal e a história de tema bem batido deve inovar em algum ponto.
    De qualquer forma, ótima resenha!
    xoxo

    ResponderExcluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo