21 outubro 2013

Mente Controladora

Não sei por que escrevo
Palavras não fazem justiça
Não expressam o que sinto
Não dizem o que não sinto

Serei um monstro?
Coração negro, frio e inconstante
Sente o que lhe convêm,
O resto é deitado fora

Sentimento não usado enferruja
Corroído está o amor
Mas ainda é melhor que o irreal
Amor distorcido, ideias falsas
Que habitam muitos peitos; muitos crânios
Mas eu não sou um monstro

O monstro mata,
Eu apenas observo
O monstro se defende,
Eu não ouso agredir o agressor,
O monstro urra para tudo,
O tudo não me interessa, eu ignoro

A frieza sem o horror,
A lógica controladora,
Dizem que não tenho sentimentos,
Errado, eu só tenho o poder de controlá-los.


William Barbosa dos Santos

10 comentários:

  1. MARAVILHOSO !

    Abraços !

    http://meujardimliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Obrigado, minha mãe também sempre me diz isso, hahhahaha.

      Excluir
  3. nem todas as pessoas frias s'ao monstros - uma verdade bem dita

    ResponderExcluir
  4. O monstro mata,
    Me identifiquei com os últimos estrofes, e gostei principalmente desse:
    "Eu apenas observo
    O monstro se defende,
    Eu não ouso agredir o agressor,
    O monstro urra para tudo,
    O tudo não me interessa, eu ignoro."
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também me identifiquei...
      ...mas suponho que eu não conte né? hahhahahhahaha

      Volte sempre :)

      Excluir
  5. Oi! Como vai?
    Gostei bastante, de verdade, parabéns! Quer dizer... WOW. Você escreve muito bem e expressa seus sentimentos controlados com um controle de palavras, que são o suficiente. Não há coisa a mais, não há coisa a menos. Está perfeito!
    Beijos,
    Karol.
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu to bem Gata (o sentimento de estar dando em cima de você quando digo isso nunca vai sumir).

      Esse é um dos meus antigos, eu adiei pra postar aqui porque sempre que leio acho que minha escolha de palavras não foi refinada o suficiente, principalmente em relação à última estrofe. Mas sei lá, minha opinião não vale muito, se você leu e gostou para mim é mais que o suficiente já :)

      Volte sempre

      Excluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo