24 setembro 2013

Resenha: O Caso dos Dez Negrinhos

O Caso dos Dez Negrinhos
Agatha Christie
Editora Globo
Orelha de Livro
Nota: ♥♥♥♥♥
Dez pessoas são convidadas pelo misterioso U.N. Owen para passar alguns dias numa ilha perto de uma aldeia pouco movimentada. Os convidados aceitam o convite e de igual maneira embarcam num barco local para a ilha. Na primeira noite, quando todos já se conheciam razoavelmente bem e conviviam animadamente na sala, ouve-se uma voz vinda das paredes da sala, acusando cada um dos dez presentes de ter cometido um crime, crime esse que apesar de ser despropositado ou inevitável, levou à morte de outras pessoas. O pânico instala-se e mortes inexplicáveis se sucedem, tendo por única pista uma trova infantil.

O Caso dos Dez Negrinho foi uma obra que muito me surpreendeu. De inicio eu esperava o comum: O crime, um criminoso e um detetive. Mas no decorrer da história me deparei com mais do que isso. Eu me surpreendi bastante com essa obra, principalmente por essa “falsa-conclusão”, fiquei esperando uma coisa e me deparei com outra bem diferente. Essa obra entrou pros favoritos, principalmente por ser de um gênio.

Começamos quando dez pessoas são convidadas para irem até a Ilha do Negro, de maneiras vagas e indiretas, mas todas acabam lá. Quando chegam, conhecem seus quartos de hóspedes e se deparam com uma canção infantil, chamada Os Dez Negrinhos.
Dez negrinhos vão jantar enquanto não chove;
Um deles se engasgou e então ficaram nove.
Nove negrinhos sem dormir: não é biscoito!
Um deles cai no sono, e então ficaram oito.
Oito negrinhos vão a Devon em charrete;
Um não quis mais voltar, e então ficaram sete.
Sete negrinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles se corta, e então ficaram seis.
Seis negrinhos de uma colméia fazem brinco;
A um pica uma abelha, e então ficaram cinco.
Cinco negrinhos no foro, a tomar os ares;
Um ali foi julgado, e então ficaram dois pares.
Quatro negrinhos no mar; a um tragou de vez
O arenque defumado, e então ficaram três.
Três negrinhos passeando no zoo. E depois?.
O urso abraçou um, e então ficaram dois.
Dois negrinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então ficou só um.
Um negrinho aqui está a sós, apenas um;
Ele então se enforcou, e não sobrou nenhum.
Logo após isso, eles jantaram e depois um gramofone foi ativado com um disco que acusava cada um dos presentes de ter cometido, participado ou influenciado um assassinato. Claramente, há muito alarde – e susto, segredos nas quais eles acharam que estivera sempre escondido, foi revelado pra um grupo de pessoas.
Rapidamente eles percebem que precisam sair da ilha o mais rápido possível, pois pode estar tratando de um psicopata. Um deles com um espírito mais aventureiro discordam e têm seu fim decretado, com um copo de conhaque – como o primeiro verso do poema.
Cada vez mais evidente que continuar na Ilha é suicido, eles decidem bater em retirada – mas não há como. Todos os barcos foram removidos, consequentemente não tendo meios de sair da ilha.

Outras mortes acontecem e o mistério fica cada vez mais envolvente. Posso garantir que de tedioso esse livro não tem nada. Ele envolve, aguça a curiosidade e faz você querer mais e mais.
A narrativa não é feita de maneira rebuscada, talvez como esperado de um clássico, mas isso não é nada decepcionante. Muito pelo contrário, isso torna a leitura mais fácil pra todas as idades – inclusive pessoas mais jovens que se interessa por literatura.
É um livro ótimo, mas eu sou suspeita pra falar. Portanto, se quer ler algo da Agatha, recomendo O Caso dos Dez Negrinhos.

Uma coisa que eu gostaria de ressaltar, após umas pesquisas eu descobri que esse nome gerou muita polêmica nos Estados Unidos e o título chegou a ser alterado em algumas regiões e edições.
Falando um pouco sobre a parte gráfica, minha edição é bem antiga. As páginas são amareladas e a edição está – por falta de palavra melhor – bem acabada.

Essa imagem não é minha [do blog].

Foi minha prima, a que me apresentou Agatha Christie, que me trouxe essa edição. Mas nos sebos são por um preço muito pequeno, eu comprei três livros dela por 2,00 cada. Claro, a situação estava um pouco – lê se muito – crítica, mas nada prejudicial.

Espero que tenham gostado, até a próxima.

Um comentário:

  1. Hey, Aline!
    Fiquei curiosa pra ler u.u Parece diferente mesmo a trama, e eu já sei que a Agatha é genial, então deve ser ótimo O Caso dos Dez Negrinhos ^^
    Bjsss
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo