19 maio 2013

Conto: Fantastiverso - Elaine Velasco.

Boa tarde!


A nossa escritora parceira Elaine Velasco (Limiar) faz parte de um grupo literário chamado Fantastiverso. Ela é mais 6 autores do grupo estão escrevendo contos que misturam personagens de suas obras e histórias, afim de divulgar a obra, tal como uma antologia com previsão de lançamento para 2014 pela Editora Literata.

Segue abaixo o primeiro conto e a cada semana será postado um novo conto no blog fantastiverso.blogspot.com.br

Esse primeiro conto é com os personagens do livro Limiar da Elaine Velasco e O Punhal, da Jéssica Anitelli


Capítulo 1
Mesmo antes de abrir a porta, Diogo já podia sentir a enorme força que emanava da criatura atrás dela. Colocou a mão na maçaneta e a girou devagar, sem saber o que o esperava. Deparou-se com um homem alto, esguio, de cabelos negros e olhos azuis que o fitavam com interesse.
- Boa noite. Você deve ser o Diogo.
- Sim, eu mesmo. Desculpe, mas eu te conheço?
Abrindo um meio sorriso, ele se apresentou: - Creio que não. Meu nome é Samael. Quero falar com Augusto.
Se antes Diogo já estava com um péssimo pressentimento, isso apenas se agravou ao ouvir o estranho mencionar o seu nome e o de seu mestre. Eles nunca recebiam visitas, apenas dos humanos que os serviam, mas jamais de outras criaturas sobrenaturais, quanto mais uma daquela magnitude. Diogo não sabia exatamente o que aquele homem era, mas sabia que não era humano, nem vampiro, mas algo muito, muito mais poderoso. Ele que há pouco se acostumara com a existência de vampiros, jamais imaginou encontrar outra espécie ainda mais poderosa que a dele e isso o amedrontava.
- Não vai me convidar para entrar?
Diogo hesitou por um instante, perguntando-se se aquilo era sensato.
- Ora Diogo, se eu quisesse, já teria invadido a casa e destruído todos vocês, você sabe disso. Vim em missão de paz. – dizendo isso, o homem mexeu os ombros e duas enormes asas cinzentas surgiram em suas costas.
Aquela visão deixou Diogo completamente estarrecido.
Um anjo! – pensou consigo – Caraca, agora fudeu!
- Co-co-co-mo sabe o meu nome?
- Eu sei muitas coisas sobre você Diogo, coisas que nem mesmo você sabe. Conheci Henrique, de quem você herdou esses belos olhos verdes e conheci também os planos que ele teceu para você.
- O que?
Foram interrompidos por Samantha, que assomou à porta, querendo saber com quem Diogo conversava. Ao deparar-se com o anjo, pôs-se a analisá-lo por um instante, em seguida abriu um sorriso malicioso e o cumprimentou:
- Samael, há quanto tempo! Veio ver Augusto?
- Sim Samantha, poderia chamá-lo para mim?
- Claro, entre, por favor.
Diogo saiu da frente da porta, dando passagem para o estranho entrar. Agora estava ainda mais intrigado com a presença daquela estranha criatura na casa que ele dividia com outros 16 vampiros.
Quando o anjo chegou ao centro da sala, já estavam reunidos ali todos os companheiros de Diogo, exceto Augusto que agora surgia no alto da escada, precedido por Samantha.
- Samael, que bons ventos o trazem? – saudou o líder do grupo.
- Receio que não sejam bons os ventos que me trazem Augusto. – respondeu o anjo, com um ar pesaroso.
- Tenho ouvido rumores. Veio dizer-me que eles são verdadeiros?
- Receio que sim.
- Venha até meu escritório, lá poderemos conversar em particular.
O anjo atendeu ao convite de Augusto e o acompanhou até a porta que o outro indicava, enquanto 15 pares de olhos curiosos acompanhavam seus passos. Assim que a porta se fechou atrás deles, Diogo virou-se para Samantha e a cobriu de perguntas, que os demais acompanhavam interessados:
- Quem é ele Samantha? Ele é um anjo? Você o conhece? O que ele quer com o Augusto?
- O nome dele é Samael, como você já sabe. Ele é um anjo caído, antigo braço direito de Lúcifer, antes da Grande Queda. Poderia dizer que ele é o nosso “pai”.
- Pai?
- Sim. E quanto ao que ele quer com Augusto, creio que não gostaremos nem um pouco da resposta...

Aguardo a opinião de vocês!
Obrigada e até mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo