31 maio 2012

Um fotógrafo cego

Pessoal, eu estava vagando pelo universo infinito que é a internet, e vi em um blog sobre um fotógrafo cego chamado Evgen Bavcar, um simples homem que sofreu um acidente e perdeu a visão antes dos 12 anos. Contudo, com a ajuda de sua irmã ele começou a fotografar.


Biografia: Doutor em Estética pela Sorbonne, Filósofo, cineasta e fotógrafo, Evgen Bavcar apresenta nessa exposição cerca de 20 fotos reunindo diversas fases de sua produção.
Cego desde os 12 anos, o esloveno Bavcar mudou-se para a França na juventude, onde estudou e se tornou professor de Estética da Sorbonne. Além de teórico da Filosofia da Arte, Bavcar é referenciado no circuito internacional da arte como um dos mais importantes artista contemporâneos. Foi um dos protagonistas do documentário Janela da alma, de João Jardim e Walter Carvalho, exibido com muito sucesso em todo o Brasil.
 É incrível quando podemos ver o poder que a força de vontade e a fé faz nas pessoas, o poder da superação. É o caso do incrível e talentoso fotógrafo Evgen Bavcar.

Algumas pessoas achariam isso impossível como alguém com deficiência visual pode captar fotografias tão belas como essas.
Bavcar, nascido na Eslovênia sofreu dois acidentes dem 1946, perdendo totalmente a visão, antes de completar 12 anos de idade.

Depois que se passaram 4 anos do acidente ele teve um contato com a máquina fotográfica. E com a ajuda de sua irmã, ele aprendeu técnicas de fotografias. Ele comenta nos portais Europeus que sua primeira fotografia, foi de alguém que amava muito, uma garota que era sua grande paixão:

"Naquele instante eu secretamente pude perceber que existia algo diferente no meu modo de captar imagens, algo que eu comecei a descobrir, mesmo não podendo ver..."

Lhe perguntaram como era possível ele tirar fotográfias tão belas sem possuir nem 1% da visão. Contente, ele responde: "Eu fotografo o que imagino. As imagens são originais da minha cabeça, é uma questão mental, o registro físico é apenas uma representação do que está na minha imaginação. Minhas imagens são frágeis, eu nunca as vi, mas sei que existem, e várias delas me causam grande emoção, me tocando profundamente".

Com ajuda, Evgen Bavcar revela suas fotos em papel especial, buscando um modo de expressar o que está em sua mente no momento do "clique". Sua simplicidade emociona vários especialistas em arte. Ao definir a beleza de sua arte em uma frase, ele diz:

"Eu apenas coloco beleza visual no meu contexto de total cegueira"

Confira abaixo uma das belas artes de Bavcar:






Ele não tem o benefício de apreciar seu belo trabalho, mas isso não o impede de fazer o que ama. Ele só sabe o que lhe descrevem, porém ainda continua fazendo um trabalho maravilhoso. Não deixe que pequenos obstáculos impessam que vocês sejam feliz!

Adaptado por Aline Salvagnane - The Song of the Letters - Não reproduza sem créditos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo